Páginas

terça-feira, 24 de julho de 2012

Quando a gente briga




Quando a gente briga
nada faz sentido
parece que o mundo inteiro
também quis brigar comigo

Quando a gente não se entende
tudo fica diferente
o chão fica mais distante
e as coisas que preciso estão no alto da estante

Fica tudo mais difícil
os sorrisos fazem greve
a tranquilidade foge
de onde eu possa enxergar

E até os prédios vizinhos
coisa velha e conhecida
mudam de cor e formato
só pra eu me sentir perdida

Quando eu faço besteira
ou algum outro absurdo
parece uma vida inteira
cada fração de segundo

O tempo se arrasta e cai
pelo chão,pelo caminho
se me abaixo pra pegar
ele levanta sozinho

E diz que não precisa de mim
que é senhor de si, e sim
sabe muito bem o que faz
sabe do que é capaz

Quando a gente não se entende
fico dependendo dele
Tempo, seja meu amigo!
Não ligue pras coisas que digo

2 comentários:

Vaguiner Lemos disse...

Se encaixa, perfeitamente com o meu momento.

Cecília Ribeiro disse...

E como sempre essa nossa luta pra ficar a favor com o tempo.