Páginas

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Em paz


Em paz, como deve ser.
Sem mais. Pra que mais dizer?
O que? Porque falar tanta coisa?
Sorrir em silêncio é lindo como cantar
abraço apertado é forte como palavras
...gestos sinceros dizem mais que discursos
preste atenção no que diz ao fazer
faça com jeito o melhor que puder
guarde no peito tudo o que for bom
largue ao vento o que não mais quiser
o tempo leva o que deve ir
e ele mesmo trás o que deve vir
não tenha medo não que no fim dá tudo certo
não tenha medo não que Deus tá aqui bem perto
cuidando de nós
desatando os nós
agindo nos gestos
sem precisar de voz

2 comentários:

Lahirí Galvão disse...

Essa garota é muito foda!
tenho uma grande admiração pelos seus versos, que também são meus...
que poema belo!
grande beijo

Jones Barreto disse...

Gostei de ler seus escritos, Vanessa. Eu li a algum tempo atrás, quando o design era preto, era "suplus" ou algo assim. não me lembro ao certo. Mas, o que gostaria mesmo de falar é sobre a escolha e a harmonia das palavras. Você o faz de um jeito grandioso. Parece tornar a poesia uma melodia boa de se escutar. Pelo menos na minha opinião. Passarei aqui mais vezes para comentar.
valeu!